Search
  • Campeonato Portugal Velocidade

Óscar Pires e Tommaso Lovati fazem dupla num Porsche Cayman GT4

O português Óscar Pires e o italiano Tommaso Lovati formam, ao volante de um Porsche Cayman GT4 da Lema Racing, a mais recente dupla que irá “reforçar” a grelha de partida da quarta e última jornada do Campeonato de Portugal de Velocidade (CPV) by Hankook e do Iberian Supercars Endurance, agendada para o fim de semana de 18, 19 e 20 de novembro próximo, no Autódromo do Estoril.



Antigo colaborador da Veloso Motorsport nas épocas de 2014 e 2015, e entretanto já com a licenciatura de engenharia mecânica e uma carreira profissional na indústria automóvel, Pires vai fazer agora a sua estreia oficial como piloto, juntando o seu entusiasmo à recente experiência adquirida com a participação em dois testes prévios na pista do Estoril.




“Já andei com o Porsche Cayman no autódromo e o carro é incrível. Nas últimas voltas eu já conseguia fazer 1.54, um tempo muito bom. Portanto, esse treino correu bem e estou moralizado para o batismo de piloto em competição, tendo como objetivo conquistar o melhor resultado possível. Vai ser uma experiência com vista para o futuro, até porque cheguei a ter previsto participar na jornada de Portimão, só que depois, por motivos profissionais, essa possibilidade gorou-se. Esta corrida no Estoril poderá será a preparação da nova época, pois gostaria de participar no CPV em 2023”, confessou Óscar Pires.

Tommaso Lovati é um jovem (19 anos) e promissor piloto italiano que nas últimas épocas tem competido em monolugares e este ano iria disputar o ACCR Formula 4 Trophy, organizada pelo Automóvel Clube da Chéquia, para decorrer em pistas da Europa Central e Oriental, mas a competição, devido à Covid e aos efeitos da guerra na Ucrânia, foi adiada para 2023. Ainda foi disputada uma prova no Red Bull Ring, na qual Lovati juntou às duas ‘pole position’ uma vitória e um segundo lugar.




“No fim de semana de 20 de novembro vou participar pela primeira vez numa corrida de carros de GT. Apesar de eu já o ter testado, o Porsche é muito diferente dos fórmulas, em termos de aerodinâmica e de potência. Portanto, apesar da curta preparação, creio que talvez seja suficiente para me permitir terminar a corrida bem classificado e, porque não, até vencer. Neste contexto e numa pista histórica como o Estoril, seria realmente bom levar para casa um troféu…”, afirma Tommaso Lovati.

A dupla luso-italiana irá acrescentar valor e trazer mais um carro competitivo para a já disputada categoria GT4 Pro, cujos títulos, tanto o nacional como o ibérico, serão decididas precisamente no Autódromo do Estoril.


145 views0 comments