Search
  • Campeonato Portugal Velocidade

Calendário de 2023 mantém a aposta na fórmula de sucesso



Portimão, Jarama, Vila Real

e Estoril no calendário do CPV’2023



Está definido o calendário provisório do Campeonato de Portugal de Velocidade (CPV) do próximo ano, que coincidirá em grande parte com o do Iberian Supercars Endurance, sendo o arranque no Autódromo Internacional do Algarve, no mês de maio, em Portimão, e a ronda de encerramento para o Autódromo do Estoril, em finais de novembro. Mantém-se a base do regulamento, bem como o fornecedor de pneus, a Hankook.

“Foi um enorme desafio, no início deste ano, lançar este Campeonato de Portugal de Velocidade/Iberian Supercars Endurance, mas sentimo-nos recompensados, porque o trabalho desenvolvido deu frutos e creio que hoje todos reconhecem o sucesso alcançado, com a decisão dos títulos adiada para a última jornada. Para 2023 não haverá alterações relevantes e estão reunidas as condições para, em conjunto com as equipas, os pilotos e os nossos parceiros deste projeto, termos um campeonato ainda melhor e mais concorrido. É nesse objetivo que estamos focados”, palavras de Diogo Ferrão, CEO da Race Ready.

O emblemático circuito de Vila Real, hoje o único circuito urbano português ainda em atividade e que continua a juntar milhares de espetadores – mais de 40 mil usuários seguiram as corridas de julho último nos canais Facebook e Youtube! –, volta a receber os carros de sonho da grelha do CPV, mantendo-se, num calendário bastante homogéneo, os três circuitos portugueses e ainda a pista madrilena de Jarama.



Já o Iberian Supercars não vai a Vila Real, mas sim a Jerez de La Frontera. É assim possível com 5 corridas disputar 2 campeonatos.

Não haverá – salvo qualquer imponderável que venha a ditar alterações a este projeto inicial de calendário – repetição de circuitos em ambas as competições, o que não deixa, certamente, de agradar tanto a pilotos como às respetivas equipas, numa época com tudo para dar certo, a nível de competitividade, face ao sucesso de 2022, cujos campeões nos diferentes grupos apenas se definiram na jornada de encerramento da temporada.

A fórmula, em termos de regulamento, de juntar na mesma grelha carros das classes GT4, GTC e TCR, sendo que cada um utilizada um BoP (equilíbrio de performance) definido a nível internacional, para garantir a equidade de andamentos, tem provado a sua eficácia esta época e continuará a ser, em 2023, o fiel da balança para assegurar um campeonato competitivo e emocionante que enche os olhos do público com corridas de sonho, mas também competitivas, com diferentes líderes ao longo da competição.



“É com satisfação que registo a apresentação do Campeonato de 2023 na última prova deste ano, depois de uma época em que ficou evidente o sucesso da fórmula encontrada para uma competição interessante e competitiva. A estabilidade do regulamento técnico também é a chave para que tanto pilotos como equipas possam planear os seus investimentos com confiança em relação ao futuro. Portanto, creio que estarão reunidas as condições para continuarmos, em 2023, a ter um campeonato interessante e do agrado dos pilotos”, referiu Ni Amorim, presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, na apresentação do calendário do Campeonato de Portugal de Velocidade’2023.







122 views0 comments