top of page
Search
  • Campeonato Portugal Velocidade

Leitura de fim-de-semana: Elias Niskanen – da Finlândia para a Ibéria



Elias Niskanen chegou ao ibérico Supercars Endurance e Campeonato de Portugal de Velocidade com um estrondo, imiscuindo-se na luta pelos títulos da GT4 Pro que acabou por conquistar. O finlandês, que começou nas motos de neve, defende este ano os seus ceptros e está decidido em revalidá-los para deixar a sua marca na Península Ibérica.


O desporto automóvel é uma grande paixão dos finlandeses, superando inclusivamente o futebol, só assim se explica a quantidade de pilotos que um país com cinco milhões e meio de habitantes exporta para a cena internacional do automobilismo.


A grande parte sobressai nos ralis – rapidamente nos lembramos de Marku Alen, Juha Kankunnen, Tommi Makinen, Kalle Rovanpera, entre outros – mas a Finlândia já deu também ao mundo três Campeões Mundiais de Fórmula 1 – Keke Rosberg, Mika Hakkinen, e Kimi Raikkonen.


Normalmente, atribui-se aos finlandeses uma enorme capacidade de controlo do carro, talvez porque desde cedo têm contacto com veículos de neve e Elias Niskanen não foi excepção. “Interessei-me pelo desporto motorizado muito cedo, quando comecei a andar à volta de minha casa numa moto de neve. Mais tarde, o meu pai comprou um kart para a minha irmã mais velha e tentava sempre chegar aos pedais, mas só consegui experimentá-lo pela primeira vez quando tinha sete anos”, afirmou o piloto que compete aos comandos de Mercedes-AMG GT4 da Lema Racing que este ano divide com Nuno Pires.



O bichinho do desporto automóvel estava implantado no finlandês que a partir de então, abraçou a sua paixão pelo automobilismo, realizando o trajecto normal para um jovem piloto – começando no karting para passar pelos monolugares.


O talento de Elias Niskanen ficou evidente com títulos na Fórmula Ford Finland (2018) e na Formula Open Finland (2020), para além de uma passagem pela Asian Formula Renault Pro Series, em 2019, que se traduziu num quarto posto.


Depois de uma primeira experiência nos GT muito bem-sucedida com um segundo posto da classe Pro-Am do Lamborghini Super Trofeo – com o bem conhecido na Península Ibérica Mikko Eskelinen – o finlandês passou por um ano sabático devido á pandemia da COVID-19, voltando à competição no Supercars Endurance e Campeonato de Portugal de Velocidade em 2022. “Escolhi estes campeonatos porque, depois de um ano de pausa, recebi uma oferta para competir aqui e tinha ouvido coisas positivas sobre as competições, com muito carros em pista”, apontou Elias Niskanen.


Sem nunca ter competido num carro da categoria GT4, o finlandês mostrou-se competitivo desde o primeiro momento e, com quatro vitórias ao longo da temporada conquistou os dois ceptros da GT4 Pro em liça, um momento especial para o finlandês. “Sabe bem ser Campeão! O meu colega de equipa, o Manuel Gião, e a equipa, a Lema Racing, fizeram um trabalho fantástico durante toda a temporada. Acredito que tínhamos um bom carro e a dupla de pilotos era também forte. Foi muito importante para mim, depois de um ano sem competição”, sublinhou Elias Niskanen.


O piloto do Mercedes-AMG GT4 negro manteve-se nas duas competições este ano, novamente com as cores da Lema Racing, mas desta feita com um novo colega de equipa – Nuno Pires, que se estreia na categoria e nas competições.



Elias Niskanen justifica facilmente a sua decisão de prosseguir no Supercars Endurance e no Campeonato de Portugal de Velocidade. “Penso que o campeonato é uma boa plataforma, especialmente, para jovens pilotos, dado que competimos em boas pistas e em bons carros. Há também pilotos de nível elevado e toda a gente tem de ter um colega de equipa”, afirmou o finlandês que reforça: “o nível do campeonato é elevado! Há pilotos no topo que são rápidos e experientes e, depois, há os jovens pilotos que mostram muita rapidez. O nível na frente é muito elevado”.


A meio da época, Elias Niskanen e Nuno Pires lideram a categoria GT no Supercars Endurance e estão no segundo posto do Campeonato de Portugal de Velocidade a sete pontos de Francisco Abreu e José Carlos Pires, dependendo apenas de si próprios para assegurar este ceptro. “A temporada começou bem, com duas vitórias no Algarve e o meu novo colega de equipa, o Nuno (Pires) é muito rápido. O Balance of Performance não nos favoreceu em Jarama e os nossos oponentes foram muito fortes, mas ainda estamos na liderança no Supercars Endurance e temos ainda possibilidades no Campeonato de Portugal de Velocidade”, apontou o finlandês da Lema Racing.


Com a sua postura iminentemente escandinava, racional e focada sem se deixar levar por distracções, Elias Niskanen deixa bem claro quais são os seus objectivos e os de toda a equipa. “Queremos ganhar ambos os campeonatos! É claro que os nossos oponentes serão muito fortes nas corridas que faltam e existe sempre a questão do BoP. Mas nós – eu, o Nuno e a Lema Racing – vamos trabalhar arduamente para alcançar os nossos objectivos”, concluiu o Campeão do Supercars Endurance e do Campeonato de Portugal de Velocidade da categorias GT4 Pro em título.


Vindo da Finlândia, o Elias Niskanen parece estar decidido em marcar indelevelmente as pistas ibéricas, estando em boa posição para o fazer.



58 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page